Autor icarai

poricarai

Nossa reunião de 6 de abril de 2011

Mais uma reunião animada e participativa!

O Presidente, Felipe Campos, abriu a reunião com o tradicional pensamento de Paul Harris que faz alusão à expansão do Rotary.

Na tribuna, a companheira Denise lembrou aos companheiros do almoço a ser realizado na Casa da Amizade, dia 13/04 às 13 horas. Convidou ainda a todos para o show no Mac: “Denise Pinaud canta Dolores Duran”, dia 07/04 às 21 horas. Por fim, reforçou o convite para a palestra que ocorrerá na próxima reunião ordinária, do EGD Benvindo Augusto Dias, integrante da Diretoria da Revista Brasil Rotário e Presidente do CER – Centro de Estudos Rotários.

Pedindo a palavra, o companheiro Paulo Resende estimulou os companheiros a depositarem doações na Genoveva, lembrando que estamos próximos da apuração das doações.

Na tribuna, o companheiro e próximo Presidente Marco Condeixa fez um belo relato sobre as atividades ocorridas no PETS – Seminário de Treinamento de Presidentes Eleitos, realizado no Hotel Bucsky em Nova Friburgo. Noticiou a grande preocupação com o número de associados e adesão de novos membros. Ressaltou ainda a importância das palestras proferidas como a dos EGDs França Conti, Waldenir de Bragança e Joel Teixeira.

Tomando a palavra, o Presidente Felipe Campos fez alguns comentários a festiva do RCN Norte, ocorrida em 05/04. Aproveitando a oportunidade, registrou o seu elogio pela reforma da Casa da Amizade, relembrando que haverá o almoço de reinauguração em 13/04.

Ainda de posse da palavra, o Presidente reforçou a sugestão de participação dos companheiros no show de Denise Pinaud em 07/04. Também solicitou à companheira Denise que providencie um álbum de fotos para que sejam colocados os registros fotográficos feitos pelo companheiro Paulo Resende quando da festiva de aniversário do clube. Agradeceu a a presença de Eunor Barbosa na reunião e relembrou os companheiros da Assembléia, a ser realizada logo após a reunião.

Antes do encerramento, o companheiro Luiz Carlos comunicou que no almoço que será realizado no dia 13/04 na Casa da Amizade, será feita uma homenagem ao Arquiteto e ao Mestre de Obras, responsáveis pela reforma da Casa.

Versão para impressão

poricarai

Nossa reunião de 30 de março de 2011

Mais uma reunião festiva e cheia de participações no RC Icarahy!

Na reunião de hoje, tivemos a oportunidade de ouvir a companheira Maria Reis, que fez a leitura de um pensamento da Fundação Rotária, uma fala que pode ser associada ao desafio de erradicar a Pólio no mundo.

Depois dela, o companheiro Paulo Resende foi à tribuna para informar que as fotos da festiva da semana anterior ficaram maravilhosas! Solicitou autorização ao Presidente para fazer cópia dos registros fotográficos, para mostrar aos companheiros do clube que não conseguem acessar o material pela internet, proposta que foi prontamente autorizada.

Em seguida, a companheira Brigitta foi à tribuna para compartilhar boas notícias! Anunciou que 2 novos projetos do Distrito foram contemplados com o Subsídio Equivalente, que se somarão aos 3 projetos que já atendem à Região Serrana. Ressalta o empenho de companheira do RC Rio de Janeiro. Por fim, informou que temos mais um futuro candidato ao intercâmbio de jovens.

Indo à tribuna, o companheiro Roberto Carlos fez uma rápida apresentação sobre os programas-piloto de RI para o período 2011/2014. São eles:
I. Clube Satélite
II. Associado Adjunto
III. Associado Corporativo
III. Inovação e Flexibilidade

Após a explanação, os associados presentes realizaram uma votação para a decisão quanto à adesão ou não do Clube Icaraí a algum dos programas em discussão. Durante o debate, foi destacada a semelhança entre o programa de associado adjunto e o “associado amigo o RC Icarahy”, uma ação que o clube já prevê.

Optou-se portanto pela adesão ao programa Associado Corporativo. O Presidente assumiu então o compromisso de encaminhar a documentação solicitada por RI para a candidatura do RC Icarahy.

Dando seguimento à reunião, o companheiro Marco Condeixa foi à tribuna para solicitar que os Presidentes se reúnam para a indicação do Presidente do Clube indicado para o período 2012/13.

Tomando a palavra, o Presidente Felipe agradeceu a todos pela ajuda que resultou no sucesso da reunião realizada no dia festivo de aniversário do clube. Aproveitou a oportunidade para informar aos presntes que no prpoximo dia 19/04 será realizado a RegoLeste, encontro de governadores de Rotary, em Piraí.

A companheira Yves foi à tribuna para o momento de companheirismo. Lembrou e lamentou o falecimento do ex-vicepresidente José de Alencar. Lembrou das datas festivas do mês e fez uma homenagem referente ao Dia Internacional da Mulher, na figura da companheira Neusa Baffa, que exerce a função de Presidente da Casa da Amizade de Niterói.

Yves leu uma bela mensagem de homenagem às mulheres e lembrou das realizações do time feminino do clube, citando o sucesso do Chá Beneficente que resultou na arrecadação de R$7.300,00. Incansável, a companheira ofereceu ainda uma caixa de bombons aos companheiros do clube, e citou o tema da Campanha da Fraternidade 2011 – “Fraternidade e vida no planeta”.

Tomando a palavra, o Presidente pediu um minuto de silêncio em homenagem ao Vice-Presidente José Alencar. Lembrou ainda que no dia 13/04 haverá palestra sobre o tema “Midias Sociais e Rotary” e também do almoço de reinauguração da Casa da Amizade, na próxima semana.

Por fim, encerrou a reunião entoando o nosso grito de guerra!

Versão para impressão.

poricarai

Nossa reunião de 23 de março de 2011 – Festiva do 17º aniversário

A reunião de aniversário do RC Icarahy foi uma rara oportunidade de companheirismo!

Contamos com a presença de companheiros de outros clubes, participações que foram verdadeiras palestras sobre Rotary e uma justa homenagem à história do nosso clube!

Além de fotografias, esse boletim reproduz as participações do nosso companheiro Roberto Carlos e de Rodolfo Darigo, que abrilhantaram a ocasião!

 

Desafio para Nós Rotarianos de hoje: Sincronizarmos o Rotary com os Tempos Atuais: Tolerância, Respeito e Oportunidades para Todos
(Tomando como base texto de Antonio José Salazar, Curador da Fundação Rotária e Ex Diretor de Rotary International)

Roberto Carlos Monteiro

Companheiras, Companheiros, Convidadas e Convidados!

O marxismo, leninismo e o partido comunista revolucionaram o mundo nos aspectos sociais, criando antagonismos entre as classes que deixaram de ser complementares para se converterem em inimigas. A política substituiu as religiões na liderança das reivindicações sociais. A perda da fé religiosa e da confiança numa vida melhor levou os desfavorecidos a uma aberta luta de classes que ameaça, com fazer-nos perder as nossas conquistas se não reagimos prontamente e na direção correta.

Rotary oferece-nos a oportunidade de participar neste processo de melhoramento social comum.

A ética fala-nos do bem e do mal e da consequente justiça dos reconhecimentos e castigos terrestres. Uma sociedade sem reconhecimentos e sem castigos é uma sociedade enfraquecida. Toda a posse e toda a carência devem ser, e são, o resultado de uma ação ou de uma omissão. Esse o pressuposto de uma sociedade justa.
Os cidadãos, num país livre, são iguais perante a lei mas não são iguais entre si. Por outro lado, embora todos sejamos iguais perante a lei, não o somos perante os encarregados de a aplicar. Há sentimentos, pré-julgamentos, interesses, simpatias, etc. que muito frequentemente inibem uma correta aplicação da justiça e da ética embora aparentem legalidade. A desigualdade social não é uma invenção dos sociólogos, dos humanistas ou dos políticos. Nem mesmo o resultado das injustiças. As desigualdades provêm de numerosas causas, – nem todas são más, – mas sim de algumas nocivas, que devem ser combatidas através de iguais oportunidades para todos.

Mas nem mesmo assim, os homens serão iguais. Todos os homens são concebidos e nascem da mesma maneira. A diferença começa no “onde” e no “quando” somos concebidos e nascemos. Aí está o lado misterioso do destino que começa a gerar as injustiças e as diferenças. Para diminuir as diferenças entre as oportunidades é que temos que trabalhar, nós os Rotarianos.

Além disso, o dia de todos tem 24 horas. A diferença explicita o que fazemos nessas 24 horas. A diferença dos resultados sempre surpreendeu. Essas desigualdades dão lugar a conflitos que devem ser superados, e a desequilíbrios que devem ser compensados. Surge então o conceito de Justiça Social.

Para nós, os rotarianos, a idéia da Justiça Social está ligada aos conceitos de Respeito e Tolerância. Estes conceitos e não a igualdade, é que devem ser a base da coexistência. Os conflitos são sempre o resultado das diferenças e das fricções da vida em comum e só podem ser civilizadamente manejados, já que muitos não são resolvidos por serem insolúveis – no terreno do Respeito mútuo e da Tolerância. Para superar as injustiças sociais tão aberrantes e extremas nos nossos países Rotary convidanos e dá a possibilidade de gerar oportunidades para todos.

Rotary não pretende apenas melhorar o homem mas sim dar oportunidades a todos para que dêem o melhor de si mesmos e tornem melhores a suas comunidades. A nossa filosofia de atuação permite-nos ver oportunidades onde outros só vêem problemas. È essa filosofia que permite libertarmo-nos da Síndrome de Bell que impede os homens de verem essas oportunidades.

Há uns anos o Washington Post contratou o grande violinista Joshua Bell para que tocasse o seu violino numa congestionada estação do Metro em New York. As pessoas ensimesmadas nos seus problemas passavam de largo sem se deter e algumas atiraram umas moedas aos pés do génio da música. Nenhum se apercebeu que se tratava do Joshua Bell, cujos concertos custam de US$50 a US$500 o bilhete. E ali estava Bell tocando grátis no seu Stradivarious para aqueles que queriam ouvir. “Quem tem ouvidos para ouvir que ouça” diz o Evangelho. Quantas vezes não nos aconteceu o mesmo! Passamos ao lado das oportunidades e nem as apanhamos nem as compartilhamos.

Rotary convida-nos a fazê-lo. Esse é o desafio. Oportunidades para todos. Para que cada um possa dar o melhor de si. Cristo com apenas 12 apóstolos mudou a história do mundo ocidental. Paul Harris com os seus 3 companheiros iniciou o ROTARY que hoje se espalha por mais de 200 paises consagrando a filosofia da Prestação de Serviços e da Solidariedade, através de mais de 34.000 Clubes e 1.300.000 rotarianos em todo o mundo. Não nos esqueçamos porem que o aumento do número de associados deve ser uma conseqüência do Desenvolvimento da Qualidade do Quadro Associativo com a melhoria do grau de conhecimento dos múltiplos aspectos da nossa Instituição e também da eficácia das atividades desenvolvidas pelos nossos Clubes.

COMPANHEIRAS, COMPANHEIROS E CONVIDADOS : “O CRESCIMENTO CONSISTENTE EM QUANTIDADE DEVE SER UMA CONSEQUENCIA DO CRESCIMENTO CONSISTENTE EM QUALIDADE”

Que esta Instrução nos motive a praticar a Tolerância e o Respeito como base e fundamento da nossa inter-relação harmônica e fraterna e principalmente a perceber as oportunidades que nos oferece a história quotidiana para o melhoramento das nossas comunidades e da Imagem Pública de Rotary.

 

Saudação ao Clube feita pelo companheiro Rodolfo Darigo

Em primeiro lugar, desejo consignar a honra e o prestígio que me conferiram os associados do Rotary Club de Niterói-Icarai ao convidar-me para proferir esta saudação, por ocasião do transcurso do décimo sétimo aniversário da sua admissão ao Rotary International. Convite do qual me orgulho e agradeço do fundo do meu coração, embora reconheça, não ser ele devido aos meus méritos, mas, à generosidade dos seus associados.

Antes de referir-me à brilhante trajetória deste Clube, parece-me que seria proveitoso abrir um parêntesis para deitar um olhar sobre como tudo começou; pois acredito, que tal olhar nos aportará elementos para reflexão e revelar-nos-á até uma coincidência muito interessante.

No início do século vinte, caminhando, após o jantar, pelas ruas do bairro de Rogers Park, onde se concentravam estabelecimentos comerciais de Chicago, com o amigo advogado Robert “Bob” Franks que o havia convidado, o advogado Paul Percy Harris impressionou-se com a popularidade do seu amigo naquela vizinhança, observando-o retribuir os cumprimentos dos proprietários de cada negócio por onde passavam.

Acorreu-lhe, então, o pensamento que o acompanhou durante longos cinco anos, como ele mesmo nos conta: “Não pude deixar de imaginar como seria agradável se homens dessa estatura pudessem reunir-se com freqüência. Digamos, um representante de cada negócio ou de cada profissão, sem restrições à sua cor política ou seu credo religioso, com ampla tolerância à opinião de cada um deles”.

Finalmente, em 23 de fevereiro de 1905, Paul Harris convidou três amigos — Silvester Schiele, negociante de carvão mineral; Gustavus “Gus” Loehr, engenheiro de minas; Hiram Shorey, alfaiate — para uma reunião, que teve lugar no escritório de Loehr, na sala 711 do Edifício Unidade (Unity Building), para concretizar a idéia, que vinha discutindo por algum tempo, de formar um clube, ou seja reunião de pessoas com o mesmo propósito, para despertar o companheirismo entre homens de negócios. Assim foi fundado o Rotary Club de Chicago, o Rotary Número Um ( Rotary One).

Em 28 de janeiro de 1908, Chesley Reynolds Perry, então com trinta e seis anos, associou-se ao Rotary Club de Chicago. Tratava-se de um homem que, embora, não possuísse um grau universitário, desempenhou vários cargos que exigiam essa formação e exerceu múltiplas atividades, entre elas, combatente e correspondente de guerra do jornal Times-Herald de Chicago, na Guerra Hispano-Americana e, àquela altura, bibliotecário da Biblioteca Pública de Chicago. Porém, dezenove meses após sua filiação, “Ches” Perry, um homem de visão, decepcionou-se com a ótica limitada dos seus companheiros do Rotary Club de Chicago, sobre o papel grandioso que a instituição poderia representar e decidiu desligar-se. São dele as palavras que se seguem justificando a sua atitude: “Sempre apreciei o companheirismo do Rotary, mas não acredito que a minha filiação trará qualquer benefício aos meus negócios”.

Entretanto, um mês após, seu padrinho em Rotary, Harry Ruggles, o número cinco, convenceu-o a permanecer. “Ches” Perry, discursando em 1919, proclamou sua visão de Rotary: “[…] sua existência justifica-se, não pelo eventual benefício para uns poucos, mas, por coisas que beneficiem igualmente a todos. Ou seja, tornando-se um verdadeiro clube de serviço”. Ainda em 1909, Paul Harris mencionou-lhe uma idéia que tivera de formar uma associação nacional de clubes rotários americanos. “Ches” aprovou a idéia e trabalhou para torná-la realidade. Assim, em agosto de 1910, durante a Primeira Convenção dos Rotary Clubs, em Chicago, à qual compareceram representantes de catorze dos dezesseis clubes já existentes nos Estados Unidos, àquela altura, foi criada a Associação Nacional dos Rotary Clubs da América – NARCA, embrião do atual Rotary International. Paul Harris foi eleito seu primeiro Presidente e “Ches” Perry, Secretário, tendo permanecido no mesmo cargo no Rotary International até 1942.

Paul Harris preparou, a pedido de “Ches” Perry, uma mensagem para os mil e oitocentos sócios dos Rotary Clubs da Associação, que ficou tão longa, que foi necessário imprimi-la em uma gráfica, resultando no primeiro número do 1.º volume do boletim The National Rotarian, publicado em 1.º de janeiro de 1911, constituindo-se no precursor da revista The Rotarian.

Encerrando esta menção à admirável figura de Chesley Reynolds Perry, vamos relembrar o que dele disse Paul Harris em sua obra My Road to Rotary (Meu Caminho para Rotary) no capítulo XXXV, intitulado O Arquiteto Encontra o Construtor: “Se eu posso ser chamado, de fato, arquiteto, “Ches” foi, também de fato, o construtor do Rotary International”.

Pois bem. Nove décadas após a fundação do primeiro Rotary Club e pouco mais de oito décadas da fundação do Rotary International, em junho de 1993, um homem de visão, um rotariano de um clube rotário desta cidade, encontrava-se em Brasília, e foi recuperar a sua falta à reunião do seu clube, no Rotary Club de Brasília-Alvorada, que se reunia para o café da manhã.

A reunião de um clube de Rotary em horário matutino fascinou-o. Sonhou com a existência de um Clube similar no Distrito. A ocasião era propícia, pois o Governador Distrital do período, José França Conti tinha como um dos seus principais objetivos a criação de novos clubes, mantendo erguida a bandeira da expansão da instituição, empunhada por Paul Harris e defendida por “Ches” Perry. Assim, o arquiteto do Rotary Club de Niterói-Icarai, Waldenir de Bragança, viu a sua sugestão ser, prontamente, aceita. Esta é a coincidência à qual me referi: a fundação do Rotary Club de Chicago e desta célula rotária — ambas foram resultado de sonhos de homens de visão!

O Governador Conti, para que o sonho de Waldemir se materializasse, convocou o construtor, o rotariano Alcir Visela Chácar, nomeando-o Representante da Governadoria Para a Fundação do Clube; Alcir foi incansável lutador na perseguição do objetivo traçado, superando todos os obstáculos, e, apesar, talvez, de desanimar-se, em algum momento da batalha, venceu a guerra e chegou à vitoria final.

Alcir, obviamente, contou com ajuda de muitos outros rotarianos para cumprir a missão que lhe foi confiada:
¨ os Presidentes dos Rotary Clubes da nossa cidade, no período 1992-1993: Carlos Caldas, do Niterói, Waldemar Romano do Niterói-Norte, Hélio Abicalil, do Niterói-Leste e Paulo Façanha, do Niterói-Praias Oceânicas, que engrossaram as fileiras, ombreando com os seus companheiros do Rotary Club de Niterói-Araribóia, o Clube padrinho;
¨ Joel Rodrigues Teixeira, o eficiente Secretário, que foi responsável pela preparação de toda a documentação exigida para a fundação do Clube; e desincumbiu-se da missão a ele confiada, com muita competência e zelo;
¨ os sócios fundadores, que, sob a liderança de Roberto Carlos Monteiro, formaram o alicerce sólido que suportaria a edificação do Rotary Clube de Niterói-Icarai.

Em 9 de março de 1994, o Clube iniciou oficialmente as suas atividades.

Em 8 de junho do mesmo ano, o Governador Conti entregava a Carta Constitutiva da nova célula rotária, em solenidade realizada na Casa da Amizade das Rotarianas e das Senhoras dos Rotarianos de Niterói.

Roberto Carlos Monteiro, o primeiro presidente deste Clube, no fecho do seu discurso, naquela solenidade, quando, em noite de grande júbilo, comemorávamos o recebimento da Carta Constitutiva, destacou que: “estaremos sempre amparados pela experiência do Rotary Clube de Niterói, pelo carinho do Rotary Clube de Niterói-Norte, pelo exemplo do Rotary Clube de Niterói-Leste, pelo respaldo do padrinho Rotary Clube de Niterói-Araribóia e pela solidariedade dos Rotary Clubes de Niterói-Praias Oceânicas e de Niterói- Pendotiba”.

A partir daí, contando com a experiência, respaldo, carinho, exemplo e solidariedade dos Clubes de Niterói, esta célula rotária foi crescendo, deu seus primeiros passos trôpegos, mas, pouco a pouco, foi definindo a sua personalidade e caminhando na direção da concretização das metas que se propôs.

Na última Reunião Plenária do período 1995-1996, o Presidente deste Clube, naquele período, Gualter Veras Jr, disse-nos: “Somos, hoje, um Clube com personalidade própria; diria mesmo, com características especiais, ainda jovem e inexperiente, conseqüentemente, ávido de aprender; que não tem medo de errar, porque só erra quem alguma coisa faz; alegre, cheio de otimismo e de esperança.”

Isso foi conseguido, sem sombra de dúvida, naquela época como hoje, graças a todos aqueles que integraram e integram o seu Quadro Social, coerentes com a sua opção de doar-se, de dar de si, antes de pensar em si, e, mormente, tendo feito uma declaração de amor apaixonada, porém consciente, ao rotarianismo, conseguiram e conseguem por meio do companheirismo, da amizade pura e desinteressada, encontrar as oportunidades de servir à Comunidade, como podemos verificar, lembrando algumas conquistas e realizações do nosso aniversariante desta manhã:

Memória do Clube
Publicação, em forma de fascículos, da história da formação do clube;
Publicação da coletânea “Icarahy” com notas históricas sobre o bairro.

Assistência social
Instalação de biblioteca na Casa da Criança, com livros e estantes doados, no Ingá;
Duas grandes campanhas de doação de mantimentos, em parceria com a Neltur, com distribuição de mais de 40 toneladas de alimentos não perecíveis e mais de 800 peças de roupa usada;
Campanha de doação de alimentos “Natal sem Fome”, em parceria com uma rede de supermercados;
Estudo para implantação de cursos profissionalizantes para comunidades de baixa renda, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – SENAC e a FAMNIT – Federação das Associações de Moradores de Niterói;
Doação de uma impressora Braille à AFAC – Associação Fluminense de Amparo aos Cegos;
Exames de acuidade visual e doação de óculos a crianças da rede municipal de ensino, em parceria com o Rotary Club de Niterói-Norte, a Universidade Federal Fluminense, a Prefeitura Municipal de Niterói e Óticas;
Projeto de alfabetização de adultos carentes em turno da noite, parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Arquidiocese de Niterói.

Orientação profissional
Assinatura do Protocolo de Intenções com a Universidade Federal Fluminense permitindo a realização de duas edições do projeto de orientação profissional “UFF–Espaço Aberto”, com a participação de mais de 1800 alunos do ensino médio de escolas da área;
Posteriormente, parceria com o Centro Tecnológico da Universidade Federal Fluminense tornou possível realizar-se um ciclo de três seminários de orientação profissional, com a participação de cerca de 550 alunos concluintes do ensino médio;
Seminário de Orientação Profissional no Centro Educacional de Niterói.

Programas do Rotary International e da Fundação Rotária
Participação no Programa Intercâmbio de Jovens;
Patrocínio de um Rotaract;
Participação no Intercâmbio de Grupos de Estudos;
Quatro projetos de Subsídios Equivalentes;
Um projeto de Subsídio em Prol da Criança;
Um Projeto de Subsídio Simplificado;
Campanhas anuais para doações para o Fundo Anual de Programas da Fundação Rotária.

Os rotarianos deste Clube, desde os seus primórdios foram convocados pelos Governadores para compor a organização administrativa do Distrito 4750, inclusive dois deles, como presidentes da Comissão Distrital da Fundação Rotária. No período rotário 2003-2004, um rotariano deste Clube, Roberto Carlos Monteiro, exerceu a missão de liderar o Distrito como Governador. Três rotarianas, Regina de Amorim Veras (1997-1998), Amélia Edelma Manhães (2002-2003) e Neusa da Silva Baffa (2010-2011), Presidentes da Casa da Amizade das Rotarianas e das Senhoras dos Rotarianos de Niterói.

Tenho a convicção de que a alegria que está estampada nos semblantes dos integrantes do Rotary Clube de Niterói-Icaraí, nesta manhã festiva, é a mesma das rotarianas e dos rotarianos de Niterói e do Distrito 4750, que reconhecem a contribuição efetiva deste Clube na prestação de serviço à comunidade.

Parafraseando alguns lemas rotários de conhecimento de todos nós, poderia traduzir assim, sua trajetória nesses dezessete anos:
¨ rotarianos do Distrito 4750 acreditando no que faziam e fazendo aquilo em que acreditavam, criaram-no;
¨ deu seus primeiros passos, sendo amigo, e atuando com integridade, servindo com amor, trabalhando pela paz;
¨ construiu o futuro com ação e visão e, hoje, ao soprar as dezessete velinhas do bolo de aniversário, este jovem vigoroso, idealista e realizador, quase atingindo sua maioridade, está apto para fortalecer comunidades e unir continentes e já se prepara para conhecer a si mesmo para envolver a comunidade.

Parabéns, rotarianas e rotarianos deste Clube, vocês são vencedores!

Muito obrigado.

Saudação do Governador Marcos Rosa

Após os parabéns, o bolo

Veja mais fotos da Reunião Festiva no Facebook do Clube.

Versão do boletim para impressão

poricarai

Homenagem à Companheira Yves Mexas Corrêa

Amigos companheiros,

é com enorme alegria, que envio uma imagem da homenagem feita, de forma justíssima, à nossa amiga Yves.

O Vereador Ricardo enalteceu o trabalho maravilhoso e de longa data, onde a denominou “mãe dos Seminaristas” . Foram palavras belíssimas que emocionaram a mim, Neusinha, Luiz Carlos, Amelinha, Manhães, Felipe e Marco Condeixa, testemunhas que fomos de sua felicidade.

Vários Seminaristas também compareceram (foto) para alegrar a noite da nossa homenageada.

Denise Pinaud

poricarai

Cidades Sustentáveis: melhorar a cidade pode ser realidade?

Na quinta-feira, 24 de março, acontecerá o evento Cidades Sustentáveis, que tem como lema “Sociedade, Mobilização e Cidadania”.  O seminário que acontecerá das 16:30h às 21h, no Auditório da Ampla, em Niterói tem como objetivo responder à questão “Melhorar a Cidade pode ser realidade?” 

Para participar, clique no link a seguir e faça sua inscrição: http://niteroicomovamos.net/evento-cidades-sustentaveis.

O Auditório da Ampla fica na Praça Leoni Ramos, 1 – São Domingos – Niterói.

O prazo para as inscrições vai até o dia 22 de março de 2011, ou enquanto houver vagas disponíveis.

Vamos participar?

poricarai

Companheira Yves receberá homenagem pelo Dia Internacional da Mulher

Amanhã terça-feira, dia 22 de março, às 19:30 h, a nossa companheira Yves Mexas Corrêa será homenageada na Câmara Municipal de Niterói. Receberá por indicação do Vereador Ricardo a recém criada medalha Leila Diniz, pelo Dia Internacional da Mulher. Receberá essa merecida comenda por relevantes serviços prestados à comunidade.

poricarai

Cumprimentos pelo 17º Aniversário do RC Niterói Icaraí

Recebemos diversas mensagens por e-mail e pelas redes sociais do Clube, cumprimentando os companheiros pelo transcurso do 17º Aniversário de Fundação (9/3/1994):

1. Horst Fickel, Rotary Club of Feldbach, District 1910, Austria:
“Happy charter anniversary and greetings from Rotary Club of Feldbach, District 1910, Austria”

2. Tetyana Prylipko, Rotaractiana da:
“Happy Club Anniversary!!!! Wishing you success in all your endeavours under the moto Service Above Self!!!”