Rotaract sobe a um novo patamar

Preservada a flexibilidade dos clubes

Por Arnold Grahl

Mesmo sem aprovar tantas mudanças revolucionárias comparado ao Conselho de Legislação de 2016, o COL de 2019 tomou decisões muito importantes que moldarão o futuro do Rotary.

Uma das principais decisões foi a elevação do Rotaract. A emenda ampliou a definição de vínculo ao Rotary International, para incluir os Rotaract Clubs como um tipo de associação direta ao Rotary. O objetivo da proposta foi aumentar o apoio aos Rotaract Clubs por parte do RI, com o intuito de fortalecer suas ações e pleno crescimento.

“Precisamos ser uma inspiração para estes jovens valorosos, para que continuem prestando seus excelentes serviços”, disse o presidente do RI, Barry Rassin, ao apresentar a medida. “Com a aprovação da proposta, passamos uma mensagem forte e clara de que eles são realmente nossos parceiros no servir.”

Em muitos aspectos, a experiência oferecida pelo Rotaract não mudará. Os Rotary Clubs continuarão organizando e patrocinando Rotaract Clubs, e estes continuarão a ter seus próprios Estatutos e identidade. Os rotaractianos não serão chamados de rotarianos, e o recolhimento de possíveis cotas per capita de Rotaract Clubs será futuramente determinado pelo Conselho Diretor do RI. A medida simplesmente amplia a definição de vínculo ao Rotary International para incluir tanto Rotary quanto Rotaract Clubs.

A cada três anos os delegados do mundo inteiro, cada um representando seu respectivo distrito rotário, se reúnem em Chicago, nos EUA, para analisar mudanças nos documentos que governam o Rotary International. O COL deste ano analisou mais de 100 propostas.

Os delegados autorizaram o Conselho Diretor a alterar o status do RI de organização beneficente sob a Seção 501(c)(4) para a Seção 501(c)(3) do Código da Receita Federal dos EUA. Uma força-tarefa vem estudando os efeitos desta mudança há 18 meses, e afirma que ela trará vários benefícios ao RI, como reduções de impostos e descontos de fornecedores.

Aumento da cota

Quanto à cota per capita, o COL aprovou um aumento modesto de US$1 por ano para cada um dos três anos rotários a contar de 2020-21. O COL de 2016 estipulara a cota para 2019-20 em US$34 por semestre.

Com este aumento, o valor de cota paga ao RI por associado será US$34,50 por semestre em 2020-21, US$35,00 por semestre em 2021-22, e US$35,50 por semestre em 2022-23, permanecendo neste nível até que seja modificada por um próximo COL.

O COL alterou o nome do Fundo Geral de Excedentes para Reserva do RI, pois reflete melhor o propósito deste fundo. Em outra deliberação, o COL aprovou que o secretário-geral passe a usar o título de chefe executivo (CEO). Isso aumentará a estatura do secretário-geral em círculos não rotários e nas relações com outras organizações.

Uma ação aparentemente pequena, mas que foi intensamente debatida, reduzirá o número de membros sem direito a voto presentes em futuros Conselhos de Legislação. Isto envolve a retirada de ex-presidentes do RI da lista de membros e o comparecimento de somente um diretor.

Em alguns aspectos, o COL se definiu pelo que não fez. Os delegados deste ano resistiram à pressão para reduzir parte da flexibilidade que o Conselho de 2016 conferiu aos clubes, rejeitando várias medidas que teriam colocado novas restrições. Uma destas propostas restritivas exigia que os clubes se reunissem pelo menos 40 vezes por ano. 

Muitos clubes têm usado formatos inovadores e flexíveis para atrair novos associados e atender às necessidades do seu quadro associativo.

Foram rejeitadas propostas para tornar opcional a assinatura da revista rotária, reduzir o número de membros votantes do COL pela metade e realizar o evento a cada dois anos.

Democracia em ação

Alguns comentários sobre a natureza democrática dos trabalhos:

“Todos os delegados foram muito responsáveis e respeitosos, independentemente das suas opiniões sobre as propostas”, disse Adriana De La Fuente, representante do Distrito 4170 (México) que já compareceu a três Conselhos de Legislação. “Isso eleva a confiança e o respeito pela nossa organização.”

Glen Vanderford, do Distrito 6760 (EUA), disse ter gostado da oportunidade de representar o seu distrito e de se reunir com pessoas afins num ambiente propício ao debate.

“O processo facilita o avanço dos trabalhos, em vez de simplesmente seguir uma rotina diária “, disse ele. “Fiquei animado com a promoção do Rotaract e com o fato de não termos enfraquecido os próximos Conselhos, preservando o direito de todos de terem sua representatividade no evento.”