“Vivendo o Rotary em qualquer idade”

Celebramos, hoje (3/10), em nossa reunião, o Dia do Idoso (1/10), no âmbito da “Semana do Idoso em Rotary”, com a palestra “Vivendo o Rotary em qualquer idade” pela companheira Katia Ennes. Essa mesma palestra foi proferida no Rotary de São Gonçalo, na segunda-feira (1/10), marcando o início das comemorações da Semana. A seguir, um resumo comentado pela palestrante:

O reconhecimento dos companheiros do Rotary de São Gonçalo após a palestra.

 

Por Katia Ennes*

A proposta da palestra é dar um olhar para dentro do próprio Rotary, onde apesar de possuir 48%de seus associados acima dos 60 anos e dentre esses 65%, ainda ativos profissionalmente, poucos clubes utilizam essa força especializada, dentro do próprio Rotary.

Material humano com larga experiência e conhecimento, deixada à margem, quando muitos poderiam estar encabeçando as fileiras do fazer. Por estarem há bastante tempo em Rotary, ninguém melhor do que esses associados idosos, para entender Rotary e, portanto, os mais qualificados para ensinar sobre Rotary. Para muitos rotarianos idosos, Rotary é o motivo de estar em atividade, contudo, no afã da renovação – sem dúvida, necessária – Rotary se esquece de motiva-los ao agir.

É tempo de reflexão, é tempo de chamar a conscientização e tempo de Rotary iniciar debates, modo sua história e seus princípios não sejam esquecidos, em prol de uma mudança “maquiagem “, onde valores acabam por não ser consolidados, pois se esqueceram daqueles que colaboraram para que os alicerces do “Dar de si antes de pensar em si”, fosse mais do que uma frase de efeito, para se transformar numa marca de ação.

Fazer a lição de casa vai nos ajudar a levar ensinamento para fora e quem sabe, inspirar e motivar ao envelhecimento proativo e engajado.

Reunião produtiva, reflexiva e inspiradora. O Rotary Club Niterói Icaraí, mais uma vez, mostrando que é uma família, onde todos, independentemente de suas posições, lutam pelo mesmo objetivo e valorizam o afeto, a camaradagem e o companheirismo entre irmãos.

Neste dia, a palestra invocando a percepção do envelhecimento dentro do Rotary e a necessidade de se conduzir as mudanças para seu fortalecimento e longevidade, sem excluir aqueles que deram forma aos princípios que norteamos.

Duas vezes emocionada: 1- por ter conseguido, através de minhas palavras, sensibilizar pessoas e 2 – por vivenciar a imediata recepção, provocadora da ação do “vamos nos mobilizar”. O fruto da palestra irá trazer novamente o protagonismo do Rotary Icaraí, onde não só a temática da pessoa idosa em Rotary será debatida, como uma comissão de trabalhos será formada para, quem sabe, produzirmos um projeto de políticas públicas.

 

* Katia é associada do Rotary Niterói Icaraí