A Fundação Rotária anuncia…

poradmin

A Fundação Rotária anuncia…

A divulgação feita em 21 de janeiro sobre a segunda doação outorgada ao Rotary pela Fundação Gates recebeu ampla cobertura da mídia, inclusive a publicação de mais de 300 artigos em todo o mundo. Como parte de uma estratégia global para obter veiculação, o curador do conselho dos curadores Jonathan Majiyagbe deu entrevista juntamente com Bill Gates, co-presidente da Fundação Bill e Melinda Gates, e Adolf Kloke-Lesch, representante do ministério alemão para cooperação econômica e desenvolvimento, a cerca de 70 jornalistas da América do Norte, Ásia, África, Europa e América Latina.

A cobertura de rádio e televisão também foi significativa e englobou a BBC Network e 40 matérias televisivas nos Estados Unidos. A audiência neste país foi de aproximadamente 2,1 milhões expectadores.

Os esforços das comissões Pólio Plus da Nigéria e da Índia resultaram na veiculação nacional de notícias nos dois países.

Destaque na mídia brasileira:

Erradicação da pólio recebe investimento de US$ 630 milhões
21 de janeiro de 2009, O Estado de São Paulo

A pólio, que deveria ter desaparecido até 2005, continua endêmica no Afeganistão, Índia, Nigéria e Paquistão

Associated Press

LONDRES – Bill Gates e outros doadores estão oferecendo mais de US$ 630 milhões ao esforço internacional para a erradicar a pólio, depois que a doença ressurgiu em sete países que estavam livres da moléstia.

Gates anunciou que sua fundação, juntamente com o grupo filantrópico Rotary International e os governos britânico e alemão, doarão o dinheiro ao longo dos próximos anos.

A despeito da injeção de fundos, a campanha ainda precisa de US$ 340 milhões para sobreviver até 2010.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que outros US$ 2 bilhões serão necessários até 2013, quando, espera-se, a doença terá desaparecido.

“Estou muito otimista de que conseguiremos” erradicar a doença, disse Gates. Sua fundação doou US$ 255 milhões.

Pólio é uma doença transmitida por água contaminada e que causa paralisia e, às vezes, a morte. Ela ataca, principalmente, crianças menores de 5 anos.

O número de casos no mundo caiu mais de 99% desde que a OMS e seus parceiros iniciaram a campanha pela erradicação, em 1988. Mas o número de casos – menos de 2.000 ao ano – continua estável desde o início do século.

Dois prazos para a eliminação total da doença, 2000 e 2005, passaram sem ser cumpridos.

A pólio continua endêmica no Afeganistão, Índia, Nigéria e Paquistão. Na Nigéria, a baixa adesão às campanhas de vacinação, principalmente por motivos religiosos, permitiu um ressurgimento do vírus. No Paquistão e no Afeganistão, a guerra contra o Taleban torna difícil levar a vacina a todas as crianças. E, na Índia, o vírus resiste, a despeito de vários esforços para ampliar a cobertura da vacina.

Sobre o Autor

admin administrator