Como será o Rotary daqui a 10 anos?

Por Arnold R. Grahl, Notícias do Rotary International

Os mais de 530 governadores eleitos de distrito são unânimes na opinião de que a erradicação da pólio se dará até 2019. Eles também querem que o quadro social cresça muito nos próximos 10 anos, quem sabe para dois milhões de sócios, e que seja mais diversificado e jovem.

Estas foram apenas algumas das ideias levantadas em atividade da assembleia internacional em San Diego, Califórnia, EUA, ocorrida em janeiro, durante a qual os governadores eleitos descreveram como achavam que o Rotary estará daqui a 10 anos.

Este grupo de discussão foi um dos muitos exercícios formados com base no Plano Estratégico do RI de 2007-10, com vistas a ajudar os futuros líderes a identificar as causas de conflitos e os benefícios inerentes à formação de consenso.

Em cada uma das 28 salas de discussão os participantes foram divididos em grupos de quatro pessoas, sendo que algumas das ideias ficaram no topo da lista dos grupos. Praticamente todos acreditam que a pólio será erradicada até 2019. Os mais otimistas acham até mesmo que por esta época os rotarianos estarão celebrando o quinto aniversário de um mundo sem pólio.

Um quadro social de 1,5 milhão, e até de 2 milhões de pessoas, figurou na lista dos grupos, comparado ao atual 1,2 milhão de rotarianos. Cerca de seis grupos querem que as mulheres representem metade do número de sócios no futuro, e outros disseram que elas irão representar 30%. Muitos grupos relataram que esperam ver a primeira mulher presidindo o Rotary até o ano 2019, e alguns esperam que a esta época a organização já contabilize duas mulheres que já tenham ocupado o mais alto cargo rotário.

Os governadores eleitos acham que o Rotary deve atrair sócios jovens, oferecendo mais flexibilidade nos clubes, reuniões sem incluir refeição e taxas mais em conta. Todos eles estão altamente comprometidos com a Missão do Rotary International, sendo importante notar que muitos querem a continuidade do enfoque em recursos hídricos, saúde, combate à fome e alfabetização. Um grupo defendeu que “os altos padrões éticos do Rotary devem estar presentes em todos os segmentos da sociedade”.

Os governadores eleitos querem que a organização esteja mais envolvida em assuntos de paz mundial. Pelo menos doze grupos citaram que gostariam de ver o Rotary mais conhecido por seu trabalho em prol do meio ambiente.

Outras ideias discutidas foram:
• Projeção da imagem pública do Rotary
• Rotary conhecido como a principal opção para estabelecimento de contatos
• Maior atenção aos clubes de Novas Gerações
• Associação de familiares
• Aumento da colaboração com governos em frentes humanitárias
• Rotary ganhador do Nobel da Paz